Rede Leite avalia 2016 e projeta cenário futuro


Reunião no campus da Unijuí foi a última do ano


Reunião no campus da Unijuí.

A Rede Leite (Programa em Rede de Pesquisa-desenvolvimento em Sistemas de Produção com Atividade Leiteira no Noroeste do Rio Grande do Sul) fez reunião nesta sexta-feira (09/12), em Ijuí, para avaliar o impacto das ações desenvolvidas durante o ano.

Sobre os resultados alcançados durante o ano foram mencionados o lançamento do livro Rede Leite pesquisa-desenvolvimento, em novembro, e a realização de projetos de pesquisa sobre sanidade animal e sobre indicadores de sustentabilidade.

O gerente da Emater/RS-Ascar da região administrativa de Ijuí, Carlos Turra, destacou a nova versão, concluída neste ano, da Planilha de Sistematização da Produção (PSP) e sua importância para a gestão da pequena propriedade.

Futuro
O grupo deve avaliar a inclusão e o acompanhamento das famílias de produtores de leite excluídas da coleta pelos grandes laticínios, tendo em vista que esses agricultores são importantes para o trabalho da Rede Leite.

Fepagro
Entre os pontos lembrados, a Rede Leite debateu a situação da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), citada no Pacote de reestruturação do Estado, proposto pelo governo. A Fepagro é uma das instituições que integra a Rede Leite. Ficou encaminhado que o grupo analisará a forma mais adequada para se posicionar publicamente em defesa da manutenção da Fepagro.


Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Ijuí
Jornalista Cleuza Noal Brutti
cbrutti@emater.tche.br
(55) 3333-8040 / 99976 854




Outras notícias